.

Reflexões de um indignado
·

 Daniel Avancini
·

Chegamos ao fim de mais uma eleição e, independente de qual candidato for eleito, a sensação de que nada mudará em Florianópolis continua. Continua também a violência, o trânsito de mal a pior, o crescimento desordenado e sobretudo a sensação de que os bons tempos se foram, que a cidade que todos amamos e que foi tão exaltada pela mídia Brasil afora é coisa do passado.

·
No entanto, engana-se quem pensa que os problemas que nos afligem são recentes. São reflexos de décadas de exploração de um paraíso esculpido pela natureza, reflexos da grilagem de terras, do desmatamento de nossas encostas, de uma política de clientelismo onde poucas famílias tomaram posse do que é de todos por direito.

·
Engana-se também quem culpa os políticos pela falta de propostas, pela corrupção, pela inoperância.  Aqui pratica-se a pequena política, a política dos favores, dos cargos comissionados, a política de que tudo é um absurdo até o momento que seja eu o favorecido. Propostas não elegem candidatos nesta cidade, favores sim.
·

Está na hora de mudar essa situação e não há como começar senão pela indignação, pelo entendimento de que algo deve mudar. Peço apenas que indigne-se. Por uma das cidades mais ricas do país ter um dos menores salários de professores, trabalhando em escolas caindo aos pedaços que, quando precisam de tinta e tijolos, são propostos tablets.
·

Por uma cidade onde, invés de ruas há servidões, que não servem a motoristas pois carros ali mal passam, que não servem a pedestres pois calçadas não existem, mas servem sim para a construção de prédios cada vez maiores, à mercê da especulação imobiliária feroz.  Indigne-se.
·

Por uma cidade com um transito cada vez mais caótico, onde o transporte coletivo se reduz a cada ano, com um instituto de planejamento que nada planeja, uma cidade onde vereadores mudam o zoneamento como se fosse nome de praça. Indigne-se.
·

Por praias sem chuveiros, ruas sem asfalto, bairros sem parques. Pela violência, pela inoperância da polícia, pelo abandono da população carente, empurrada para as favelas e bairros afastados,. Indigne-se.

·
Indigne-se por pessoas que grilaram nossa ilha, que passam por cima do meio ambiente e da moralidade, reclamem da falta de dourado em nossas casas. Por imóveis cada vez mais caros sendo comprados pelo que há de mais baixo no nosso código penal: traficantes, corruptos, estelionatários.
·

Indigne-se e talvez daqui 4 anos ninguém tenha que reescrever este texto, pois desta vez já é tarde demais.
·

Daniel Avancini,
Administrador, Economista e indignado
em  18.10.2012   no:
https://www.facebook.com/BeverlyHillsCatarinense

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: